CNV

Click here to edit subtitle

Chamado e Trabalho

Posted by DENIS FROTA (BenneDen) on May 29, 2016 at 7:30 PM


Chamado e Trabalho (Vocação & Profissão)

Textos de Referência: Mateus 9:9 - Efésios 5:14-17; 6.5-7


 

Introdução

 

Vocação vem do latim vocare que significa "chamado". Antigamente este termo significava qualquer espécie de aptidão. Por exemplo: aptidão para medicina, música, artes, etc.. Depois o termo foi adquirindo um significado religioso passando a designar o chamado de Deus. Vocação sempre indica um chamado.

• Vocação no aspecto religioso - ato de ser chamado ou predestinado para determinado propósito divino. Teologicamente o estudo da vocação é chamado de Hiperetologia (do grego hypereteo = servir, ministrar, ser útil; logia = estudo, tratado).

 

• Vocação no aspecto geral - talento, jeito, queda, tendência profissional.

 

 

"Profissão" é um trabalho, atividade especializada dentro da sociedade geralmente exercida por um profissional. Algumas atividades requerem estudos extensivos e a especialização em uma área específica do conhecimento (Medicina, Engenharia, Direito, etc.). Outros trabalhos dependem de habilidades práticas que requerem apenas formação básica (ensino fundamental ou médio), como as profissões de faxineiro, ajudante, jardineiro entre outras.


 

 

I - A Escassez Vocacional

O trabalho é uma atividade necessária à sobrevivência humana. Portanto, precisamos trabalhar (2 Ts 3:10; 1 Tm 5:18). Mas, hoje em dia, quase não se fala em chamado. A maioria investe somente na realização profissional (Medicina, Direito, Engenharia, etc.) sem nenhum conhecimento ou interesse na vocação.

• Aqueles que não identificam a sua vocação

• Aqueles que trabalham pela motivação errada – Is 55:2

 

Hoje é mais comum pensarmos em termos de carreira profissional. E, para muita gente, a profissão transforma-se em altar, sobre o qual sacrificam a vida.

Será que você percebeu que a profissão tornou-se objeto de dedicação de nosso tempo, empenho, esforços, dedicação e adoração?

 

Diante de um mundo tão caótico, muitos se voltam para o trabalho, na esperança de que ele lhes proporcione sentido existencial, paz, identidade e estima.

 

Diante disso, o grande perigo não é a atividade profissional, mas substituir o chamado por uma carreira profissional e deixar de cumprir o propósito de Deus para nossas vidas.

 

• A profissão não é o propósito de nossa existência

• O chamado sim é o propósito de Deus para a nossa vida

Profissão x Vocação:

1) A profissão eu escolho; o chamado eu recebo.

 

2) Exerço uma profissão para mim mesmo; o chamado é algo que faço para Deus.

3) A profissão me promete status, dinheiro ou poder; em geral, o chamado promete dificuldades e até certo sofrimento - além da oportunidade de ser usado por Deus.

 

4) Profissão diz respeito à mobilidade ascendente; chamado costuma levar à mobilidade descendente (servir a Deus, à igreja e ao próximo).

 

5) A carreira profissional pode acabar em aposentadoria. O chamado só termina quando se morre.

 

6) As recompensas da carreira profissional são visíveis, mas temporárias. A recompensa de um chamado é eterna.

 

 

• Faraó tinha uma carreira profissional - Moisés, um chamado.

Potifar tinha uma carreira profissional - José, um chamado.

Hamã tinha uma carreira profissional - Ester, um chamado.

Acabe tinha uma carreira profissional - Elias, um chamado.

Pilatos tinha uma carreira profissional - Jesus, um chamado.


 

II – Chamado Ofuscado Pelo o Pecado

Tendo criado o homem, Deus deu tarefas para que ele cumprisse.

Gênesis 2.15 diz que “tomou, pois, o Senhor Deus ao homem e o colocou no jardim do Éden para o cultivar e guardar”. Adão, portanto, tinha uma tarefa a cumprir a qual foi dada a ele por Deus.

 

Com a queda espiritual de nossos “pais” lá no Éden a natureza humana foi terrivelmente afetada pelo o pecado. A percepção vocacional é praticamente inexistente no homem natural.

 

Sabemos que a sociedade possui necessidades variadas, que devem ser supridas pelo trabalho de todos. Por isso, cada pessoa tem um chamado específico e talentos que correspondem a esse chamado, a fim de que possa cumprir o seu papel neste mundo. Todavia, a maior necessidade do ser humano é totalmente desconhecida por ele até que seja alcançado pelo o Evangelho.

 

O maior problema da humanidade é o pecado e, uma vez que o pecado leva o pecador a juízo e condenação eterna, a maior necessidade dos humanos é de Salvação. Diante disso, Jesus chama todos os seus discípulos à pregação do Evangelho a toda criatura ( Mc 16:15-16). Esse chamado é geral e conhecido na Teologia como a “Grande Comissão”. Mas, precisamos entender onde cada discípulo se enquadra dentro deste contexto maior, ou seja, temos que discernir o tipo específico de trabalho a fazer dentro da Grande Comissão.


 

 

III - Profissão & Chamado - Caminhos Paralelos

 

O chamado divino pode está relacionado a uma profissão, mas não necessariamente. É fundamental entendermos que profissão e chamado não são necessariamente opostos ou contraditórios:

• O exercício profissional pode está ligado à vontade de Deus;

• O nosso trabalho profissional pode fazer parte na providência divina para suprir as necessidades da sociedade onde vivemos.

 

Assim como é possível transformar o trabalho na igreja em uma carreira profissional com progressos e conquistas. Também é possível fazer do trabalho secular um instrumento para servir a Deus e ao próximo.

 

 

O Chamado é um convite pessoal que Deus dirige a cada um. Cada ser humano tem algo singular, inerente a sua identidade e uma maneira pessoal de realizá-lo. A Palavra de Deus não dispensa ninguém de pensar, refletir, questionar, buscar a vontade do SENHOR (Ef 5:14-17).

 

Ao descobrir sua vocação, o homem está descobrindo a razão de sua existência, o propósito de existir, sua missão, seu ministério e alvo. Daí a necessidade de permanecer atento a tudo, até perceber sua própria vocação em termos específicos no contexto da Grande Comissão.

 

Duas reflexões:

 

A. Considere suas aptidões

Cada um de nós tem talentos específicos e em graus específicos que nos capacitam a exercer bem uma determinada profissão e outras não. Portanto, descobrir sua vocação profissional significa, pelo menos em parte, descobrir quais são os seus talentos e qual é o seu perfil profissional.

Deus, em sua infinita sabedoria, dá a cada um de nós aptidões naturais que se encaixam melhor em determinadas profissões do que em outras.

B. Faça a Pergunta Certa

Depois de identificarmos os nossos talentos, precisamos fazer a pergunta certa.

Em vez de “que profissão escolher” perguntarmos: “o que Deus está me chamando para fazer, depois de ter me dado meus talentos e me moldado como sou hoje?”.


 

Conclusão

 

Você tem um chamado geral e específico. Ninguém é uma peça que não serve para nada - você tem uma missão a ser conquistada.

 

Há muito para ser feito neste mundo. Cada discípulo deve esforçar-se para desempenhar suas funções da melhor maneira possível.

 

Diante disso, precisamos perguntar a nós mesmos, estamos no trabalho certo? Na profissão vocacionada por Deus?

Se Não – O que farei para voltar ao centro da vontade divina?

Se Sim – O que farei para dar o máximo de mim?

 

Seja qual for a sua resposta, queira viver para Deus e fazer a Sua vontade no tempo que lhe resta debaixo do Sol.


 

Para que, no tempo que ainda vos resta na carne não continueis a viver para as concupiscências dos homens, mas para a vontade de Deus. (1 Pe 4: 2)

 


Categories: Mensagem de Domingo, Pastorais, Pare e Pense

Post a Comment

Oops!

Oops, you forgot something.

Oops!

The words you entered did not match the given text. Please try again.

Already a member? Sign In

0 Comments