CNV

Click here to edit subtitle

Manifesto aos Pastores do Brasil

Posted by DENIS FROTA (BenneDen) on February 27, 2012 at 6:40 PM


Manifesto Aos Pastores Evangélicos do Brasil

Entendo perfeitamente a dor e a indiganação dos pastores sérios que lutam pela preservação da fidelidade dos cristãos ao Evangelho de Jesus Cristo. Eu também sinto essa dor e estou profundamente triste com a situação da igreja evangélica no Brasil. Algo tem que ser feito e rápido, caso contrário, em poucos anos estaremos totalmente imersos na apostasia.


 

Um grande número de denominações ditas evangélicas, notadamente mais visíveis no círculo neo-pentecostal, insiste com práticas e doutrinas incompatíveis com o Evangelho, diferenciando-se ao extremo das denominações cristãs históricas e pentecostais clássicas.

Não podemos negar que nesse meio há grupos sérios e comprometidos com o Evangelho do Reino de Deus, mas a visão do todo é de algo que parece mas não é, que ilude e confunde os mais desavisados e que gera uma imagem distorcida do Cristianismo.


Esse sistema religioso que prolifera dentro do cristianismo, sem uma identidade espiritual clara e definida, incorpora em seu âmago litúrgico (e teológico) a diversidade cultural e religiosa do meio, carregando um pouco de Deus, um pouco do Diabo, do mundo e da carne, numa mistura que ilude a alma, deforma o espírito, confunde a massa e impede a salvação.


Como consequência, homens naturais (sem Deus) e carnais (sem vida no Espírito) estão superlotando as igrejas ditas evangélicas.

 

A verdade é que vivemos o início de uma apostasia final. Paulo escreve que, nos últimos tempos, a própria Igreja estará se desviando dos propósitos de Jesus Cristo, distorcendo o evangelho de modo a aceitar o que é ilícito como se fosse normal, desviando as pessoas do genuíno evangelho do Senhor Jesus Cristo. (I Tm 4:1-4)


A apostasia é uma contaminação espiritual poderosa, planejada por Satanás, no intuito de nutrir nos santos:

 

  • Uma racionalidade herética, humanista ou ateista;
  • Uma afetividade mesclada de sentimentos de rebelião, desamor e uma super valorização dos prazeres carnais;
  • Uma vontade que  renuncia a fé e entrega-se conscientemente à servidão do velho homem.

 

A apostasia, além do estrago espiritual irrecuperável do "indivíduo apóstata" diante de Deus, faz com que a igreja seja desacreditada e ridicularizada diante dos homens.


Gradativamente esse sistema invasor substituiu espiritualidade por religiosidade com uma habilidade tão fantástica que ainda hoje confunde os santos. O sistema invasor sobrevive na aparência, no exterior de uma religiosidade que fala de Deus a todo instante, mas que está vazia Dele. Um sistema religioso humanista, materialista, mercadejante da fé, ambicioso e liberal. Algo carnal que busca supremacia em contínua deformação da imagem de Cristo.


 

Esse sistema invasor gera seres religiosos e carnais, espiritualmente deformados, por viverem fora dos padrões absolutos de Deus. Religiosos que não vivem sob o Senhorio de Jesus Cristo e que não se submetem aos mandamentos da Palavra. Avançam em seus próprios pensamentos carnais, perdendo dia a dia, os valores absolutos da Bíblia Sagrada. Rompem com as instituições históricas e com suas lideranças, abandonam valores milenares, quebram paradigmas, abraçam o relativismo e supervalorizam o eu.

 

Até onde pode haver unidade evangélica em uma pluralidade carnal e até pagã de denominações ditas evangélicas?

 

Repito: “Entendo perfeitamente a dor e a indiganação dos pastores sérios que lutam pela preservação da fidelidade dos cristãos ao Evangelho de Jesus Cristo”. Algo tem que ser feito, apesar do enorme atraso, pois deixamos o fermento levedar. Por muito tempo ficamos refugiados em nossos templos como meros expectadores desse caos. Algo tem que ser feito. É preciso que se faça a diferença de quem é quem. Mas, qual deve ser a postura correta de um pastor comprometido com o Evangelho de Jesus Cristo e Sua Igreja? Fugir, abandonar o meio evangélico, permanecer omisso e deixar tudo a gosto do inimigo, até que o diabólico fermento levede toda a massa evangélica?


Creio que chegou o tempo da liderança evangélica brasileira empenhar esforços para  Redirecionar a Igreja à Palavra, ao Senhorio de Cristo e à vida no Espírito. Com humildade e temor sugiro que:


1-A igreja deve pregar a simplicidade do Evangelho de Cristo. Essa simplicidade não significa superficialidade, mas a nossa fidelidade à doutrina bíblica e ao estilo de vida de Jesus e dos primeiros cristãos. (2 Co 11:3)


2-A igreja deve pregar o Evangelho completo e não se deter somente em uma ou duas doutrinas, enfatizando-as sobremaneira ao ponto de transparecer que os demais temas do Evangelho são desnecessários ou irrelevantes. (2 Tm 3:16)


3-A Igreja deve entender  que é possível a unidade na diversidade eclesiástica, retomando a consciência de que nenhum grupo denominacional é acionista majoritário do Reino de Deus e nem detentor exclusivo da verdade, seja pela a sua historicidade, seja pelo seu patrimônio econômico-financeiro ou pelo número de membros congregados. É preciso ficar claro que cada grupo, composto de crentes fieis, grande ou pequeno, famoso ou anônimo, compreende-se como uma congregação local dos membros da Igreja de Jesus Cristo e, como tal, integrante e participante da universal, una, santa e apostólica Igreja do Senhor Jesus nesta terra e que, como irmãos, somos simplesmente peregrinos seguindo o Caminho para a Casa do Pai.


Que Deus nos conceda graça para assim cremos e agirmos. Amém! 



BenneDen - Pastor Sênior da Comunidade de Nova Vida


Categories: Artigos

Post a Comment

Oops!

Oops, you forgot something.

Oops!

The words you entered did not match the given text. Please try again.

Already a member? Sign In

2 Comments

Reply Xandy Salles
3:54 PM on March 8, 2012 
Ótima material retrata fielmente a realidade atual em que vivemos!!alem de muito esclarecedora.parabens pelo o post
Reply vicente de paulo rodrigues
5:34 PM on May 22, 2013 
amado pastor Dennys, fico feliz por saber que também tem esse sentimento, sinto a mesma dor, e sei que algo tem que ser feito para que se viva a verdadeira essência do evangelho que nos diz: ( buscai primeiro o reino de Deus e sua justiça...... Mt. 6.33 ).